NOTAS MÁXIMAS E MÍNIMAS DO ENEM 2012

11/12/2012

NOTAS MÁXIMAS E MÍNIMAS DO ENEM 2012

Você sabe quais são as notas máximas e mínimas do Enem 2012? Daqui a duas semanas o INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira divulgará o resultado individual do Enem 2012 e, logo em seguida, as maiores e as menores notas (máximas e mínimas) alcançadas em cada uma das áreas de conhecimento e também na redação.

O Enem – Exame Nacional do Ensino Médio foi aplicado em todo o país nos dias 03 e 04 de novembro de 2012. No início de dezembro, nos dias 04 e 05, foram aplicadas as provas do Enem 2012 em Unidades Prisionais. Nestes dias os estudantes que tiveram ocorrências desfavoráveis durante a aplicação em novembro puderam fazer uma nova prova. Essas novas oportunidades foram cedidas pelo ministro da educação, Aloizio Mercadante.

Agora que já aconteceram as duas aplicações todos os estudantes que participaram aguardam a divulgação do resultado do Enem 2012, previsto para o dia 28 de dezembro. Mas não será novidade caso o INEP juntamente com o MEC – Ministério da Educação antecipem a divulgação destes resultados. No Enem 2011, por exemplo, os resultados seriam divulgados somente no início de janeiro de 2012, porém, foram disponibilizados para os estudantes no dia 21 de dezembro de 2011, com duas semanas de antecedência.

Além dos boletins de desempenho individual os estudantes aguardam também a divulgação das Notas Máximas e Mínimas do Enem 2012. Estas notas são as maiores e menores registradas em cada uma das áreas de conhecimento (Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens e Códigos e Matemática) e também da redação do exame. Cada uma das cinco notas pode ir de 0 a 1.000.

Não é possível tirar nota zero nas provas objetivas por causa da TRI (Teoria de Resposta ao Item), isto só pode acontecer  na redação, que não segue esta metodologia. As menores notas possíveis são exatamente as mínimas, divulgadas pelo MEC (Ministério da Educação). A metodologia da Teoria de Resposta ao Item, baseia-se em um modelo estatístico que leva em conta não apenas o número de acertos, mas a dificuldade de cada item. Assim, participantes com mesmo número acertos podem ter resultados individuais diferentes. A aferição da dificuldade se dá pelo índice de acertos. Quanto menos acertos, mais difícil é considerada a questão. Mais acertos mostram que a questão foi fácil e, por isso, valerá menos. Entre outras vantagens, a TRI permite que diferentes edições da prova sejam comparáveis. Um exemplo desta aplicação seria avaliar a evolução do desempenho de um estudante que participou do Enem 2012 e das duas edições anteriores a partir da comparação de suas notas.

No Enem 2011, a maior nota registrada dentre as quatro áreas de conhecimento foi em Matemática, com 953 pontos. A menor foi em Ciências Humanas e Suas Tecnologias, com 252,6 pontos. Já na redação do Enem 2011 houve estudantes que fecharam a prova (1.000) e também aqueles que zeraram. Veja abaixo as máximas e mínimas da última edição do exame:

ÁREA DE CONHECIMENTO/REDAÇÃO

MÁXIMA

MÍNIMA

Ciências da Natureza e Suas Tecnologias

867,2

265

Ciências Humanas e Suas Tecnologias

793,1

252,6

Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias

795,5

301,2

Matemática e Suas Tecnologias

953

321,6

Redação

1.000

0

Qual é a importância de se saber as margens das notas do Enem?  Os principais programas sociais do governo para a Educação (SISU 2013 e Prouni 2013) dependem diretamente das médias alcançadas pelos estudantes. A partir deste resultado os estudantes terão uma base comparativa para saber se alcançaram pontuação suficiente para se enquadrar nas notas de corte, seja para efeitos de seleção de vagas no SiSU, seja para as notas de corte das bolsas oferecidas por instituições privadas do Prouni.

Assim que as notas máximas e mínimas no Enem 2012 forem divulgadas estas poderão ser consultadas no site oficial do INEP, no endereço eletrônico http://portal.inep.gov.br/.

Previous post:

Next post: