ENEM 2012 COMO TER ACESSO À REDAÇÃO DO ENEM

17/11/2012

REDAÇÃO ENEM 2012

ENEM 2012 – Como teremos acesso à redação do Enem? Esta pergunta feita pelos estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, realizado em todo o país nos dias 03 e 04 de novembro, já tem resposta definida: terão acesso ao espelho da redação.

O espelho da redação do Enem 2012 nada mais é do que a redação do candidato digitalizada. Ou seja, antes da correção, que será feita por 5.683 profissionais, todas as 4,1 milhões redações serão digitalizadas e, depois de corrigidas disponibilizadas aos respectivos candidatos.

A previsão é de que a digitalização esteja disponível para consulta no dia 15 de fevereiro de 2013, através do site oficial do INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

Os 5.683 corretores passaram por dois meses de treinamento presencial e à distância, no qual foram abordadas as especificidades de cada competência e o conjunto do texto. Agora estes profissionais terão mais uma capacitação, voltada para a correção do tema “O Movimento Imigratório para o Brasil no Século XXI”, que foi o tema da redação do Enem 2012.

No início do ano o ministro da educação, Aloizio Mercadante, anunciou algumas mudanças para o Enem 2012, principalmente na redação, com um novo sistema de correção:

A prova de redação será corrigida por dois corretores que avaliarão cinco competências e, se a diferença entre as notas destes dois corretores não for superior a 200 pontos, a nota da redação do estudante será a média dessas duas correções. Se a diferença for maior que 200 pontos, haverá uma terceira correção. Se persistir a diferença, uma banca com outros três avaliadores vai corrigir a redação. Lembramos que a nota pode variar de 0 a 1.000 pontos.

Para suprir com essas mudanças na correção das redações houve um significante aumento no número de corretores, que antes era de 3.000.

Nos últimos anos, dentre tantas falhas no exame, houve também problemas com correções de redações. Vários estudantes entraram com ações solicitando acesso aos espelhos e até mesmo novas correções, pois não concordavam com suas respectivas notas. A Justiça do Ceará chegou a conceder o direito aos estudantes de todo o país de terem acesso aos espelhos corrigidos de suas redações, porém o Tribunal Regional Federal da 5ª Região suspendeu esta decisão.

Após estes acontecimentos o próprio MEC firmou um termo de ajustamento de conduta com a Justiça, ficando definido que os estudantes teriam acesso à prova, mas somente a partir do Enem 2012.

Previous post:

Next post: